“Game of Thrones” supera “Bíblia” na lista de livros de fantasia mais vendidos do século

O livro “A Guerra dos Tronos”, da cultuada série “As Crônicas de Gelo e Fogo”, é o mais vendido do século na categoria Fantasia, informa nova pesquisa.

A obra do escritor George R. R. Martin superou a icônica “Bíblia”, clássico fantástico co-escrito por 39 autores há centenas, talvez milhares, de anos.

Os dados da pesquisa revelaram que, impulsionada pela série homônima de TV, a saga ‘Game of Thrones’ vendeu nos últimos 12 anos uma média de 86 mil cópias semanais, contra 72 mil do best-seller cristão.

A narrativa fala sobre um mundo arcaico, onde reis, rainhas, magos e renegados disputam o trono de um reino, em conflitos que duram séculos até que todos protagonistas morram sacrificados.

“Há muita semelhança entre as duas obras”, explica o bibliotecário Hilário Miranda. “A Guerra os Tronos” destaca-se pela quantidade de batalhas épicas, enquanto o forte da ‘Bíblia’ está nos personagens com poderes divinos e habilidades mágicas”, ressalta.

Hilário credita o sucesso de vendas dos livros ao boom do gênero Fantasia, voltado principalmente para leitores com dificuldade em se relacionar socialmente.

“Na Bíblia, Deus manda Abraão sacrificar seu filho Isaac, enquanto em ‘Game of Thrones’, Cersei manda matar todos os bastardos de Robert”, compara Hilário. “Este tipo de intriga atrai bastante os leitores de hoje”, explica.

As terceira e quarta posições da lista se mantiveram com a trilogia “O Senhor dos Anéis” e a saga “Harry Potter”.

Figurinhas da Copa: Vaza lista de quem completou mandando carta

Uma relação com aproximadamente 5 mil nomes circula neste momento pela Internet. Trata-se  de uma lista de pessoas que compraram as figurinhas diretamente da editora Panini.

O ato, considerado indecente por colecionadores, seria o último recurso utilizado pelos brasileiros para completar o álbum da Copa.

O vazamento dessas informações provocou manifestações intensas nas redes sociais, a maioria delas em tom de revolta e vergonha. Grande parte dos usuários cobra uma posição da editora, que até agora não se pronunciou.

O Diário de Barrelas teve acesso ao conteúdo da lista e encontrou dados curiosos.

A média de figurinhas por pedido supera 300 unidades, o que demonstra uma tendência de os colecionadores não terem paciência de comprar os pacotinhos em bancas de jornal e depois trocarem as repetidas com amigos.

Um colecionador entrou em contato com a redação, pediu para não ser identificado e revelou os motivos que o fizeram recorrer à cartinha para a editora.

“Apesar de gostar de computação, também assisto futebol. Porém, não tenho muitos amigos, e isso dificulta a troca de figurinhas. Deixei um dinheirão na banca, mas só vinha jogador da Croácia”, explicou o rapaz. “Então, acabei optando por comprar 127 figurinhas direto da editora”.

Por outro lado, muitos se aproveitam da facilidade de encomendar as figurinhas para se gabar de ter completado o álbum antes de todo mundo. O usuário Edison Galvão publicou no Facebook que está “…revoltado pq a lista vazou! Agora todo mundo sabe que eu não completei o album! #queodio #nãovaitercopa”.

Enquanto a editora não se posiciona sobre o vazamento das informações, colecionadores prometem processá-la pela divulgação de dados confidenciais.

Manifestantes e Polícia só empatam no último protesto amistoso antes do Mundial

protesto
No protesto preparatório, a PM testou diferentes formações contra os manifestantes

Um grupo de “black blocs” não passou de um empate com a Polícia Militar nesta terça-feira, em São Paulo, em amistoso preparatório para a Copa do Mundo.

Os manifestantes, que são favoritos ao Mundial deste ano, ameaçaram policiais com pedras e coquetéis molotov, mas o confronto terminou sem baleados.

Considerado como um evento-teste, o protesto de hoje revelou uma polícia organizada na defesa, mas com pouco entrosamento no disparo de balas de borracha.

Na segunda metade do ato, um manifestante fantasiado de Batman chegou a ameaçar um oficial da polícia, que mal respondeu às ofensas.

Analistas e sociólogos concordaram que ambos os lados se pouparam no confronto.

“Todos temos medo de ganhar uma contusão agora que a Copa tá chegando”, declarou o lider do movimento #NãoVaiTerCopa “Estamos esperando essa desde 1950, não podemos nos arriscar”. 

Os manifestantes viajam para Brasilía na sexta-feira para enfrentar o governo em sua estreia na competição.

Desemprego atinge 92% das crianças no país, diz pesquisa

Apenas 8% dos brasileiros de 5 a 13 anos estão garantidos no mercado de trabalho.

A taxa de desemprego infantil avançou para 92% nas principais regiões metropolitanas do Brasil, informou nesta quinta-feira o IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

Segundo levantamento, em Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre apenas 900 mil trabalhadores de 5 a 13 anos estão empregados no país.

Os dados do IPEA revelam que o contingente de crianças desocupadas cresceu 2,5% em relação a fevereiro do ano passado. Este crescimento é ainda maior se consideradas as crianças empregadas com carteira assinada no setor privado.

A pesquisa aponta o dever de casa e as brincadeiras de rua como os principais empecilhos para que as crianças brasileiras procurem trabalho.

“É lamentável o que estamos fazendo com a infância de milhões de brasileiros”, comenta o economista Aníbal Castelo de Souza. “Devemos estimular a abertura de vagas em setores como agricultura e mineração para garantir a empregabilidade dessa gurizada”, defende.

Entre as medidas propostas pelo economista para a redução do desemprego infantil, está o incentivo à indústria.

“O governo federal deveria oferecer isenção fiscal aos fabricantes de tênis e artigos esportivos que hoje atuam na China”, explica Aníbal. “Assim, milhares de posições de trabalho seriam criadas para as crianças brasileiras”, justifica.

A pesquisa do IPEA não considerou os empregados na venda de balas no semáforo e pedidores de esmola.

Jogadores do Corinthians invadem sede da Gaviões da Fiel para protestar

Na manhã desta quinta-feira, dois dias após a divulgação dos resultados do Carnaval de São Paulo, cerca de 15 integrantes do time de futebol profissional do Corinthians invadiram a quadra da Gaviões da Fiel.

Entoando gritos como “Não é mole não / tão (sic) de piada com Alegoria e Evolução”, os jogadores protestavam devido à décima colocação de sua torcida na última edição do Desfile das Escolas de Samba de São Paulo e cobravam providências.

“Nosotros solo queremos que honren la fantasía en el sambódromo”, declarou P.G., que pediu para não ser identificado. “Ou samba por amor, ou samba por terror”, completou um de seus companheiros que se identificou somente como Romarino.

Facção do elenco alvi-negro cobra mudanças na torcida após resultado ruim no Carnaval

A Delegacia de Proteção a União das Torcidas Organizadas (DPUTO), que investiga o caso, informou por nota que o líder da invasão, conhecido como Edu, já estava presente em antigos atos de violência, como a barbárie de 1999, quando as embaixadinhas do meliante Edilson Capetinha desencadearam algumas das cenas mais brutais já vistas nos campos brasileiros.

A diretoria da Gaviões declarou somente que está colaborando com o Ministério Público no projeto que visa extinguir os times de futebol profissional.

A diretoria do Corinthians preferiu não se pronunciar.

Renato Augusto, mais uma vez recuperando-se de lesão e ainda sem ritmo de protesto, não foi se quer relacionado.

Jovem processa trio elétrico por não ter beijado ninguém no Carnaval

Auxiliar administrativo passou o ano inteiro economizando, mas fracassou
Auxiliar administrativo passou o ano inteiro economizando, mas fracassou

Ainda antes do fim do Carnaval baiano, os proprietários do trio elétrico Primos de Gandhy foram surpreendidos durante a tarde da quarta-feira de cinzas.

Um jovem paulistano está processando-os por não ter beijado nenhuma garota durante a passagem do trio pelo Cirtuito Campo Grande do Carnaval de Salvador.

O auxiliar administrativo Antônio Carlos de Farias Bianco alega estar frustrado por economizar durante um ano inteiro e, mesmo assim, seu placar não ter saído do zero enquanto seguia o trio dos Primos. Os abadás para este trio chegaram a custar R$ 1.490.

“É propaganda enganosa, todos voltam de Salvador dizendo ter pego um monte de mulheres”, lamentou.  “Não faturei nenhuma gordinha, nem na hora que eles pediram para os ‘quiabeiros’ tirarem o pé do chão”, argumentou Bianco.

Segundo ele, algumas pessoas a seu redor sofriam com o mesmo problema. Seu plano é conseguir contato com algumas delas e entrar com uma ação coletiva na justiça. “Isso não pode ficar desse jeito”, indignou-se o jovem.

Porém, mesmo recebendo a indenização pretendida, o auxiliar administrativo teme viver com um trauma. “Achei que era minha salvação, em São Paulo nunca pego ninguém, imaginei que lá eu conseguiria”, completou Bianco.

Copa 2014: 35% das prostitutas brasileiras não ficarão prontas até o Mundial

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, voltou a criticar o Brasil pelo atraso na entrega das prostitutas para a Copa do Mundo que ocorre em junho.

Blatter esteve na região da Rua Augusta em São Paulo na madrugada desta segunda-feira para vistoriar os prostíbulos do evento.

“Sábado eu estive em Copacabana. Lá a situação é muito parecida com a que encontrei aqui em São Paulo. Grande parte dessas mulheres não parecem preparadas para atender os milhares de turistas estrangeiros que virão para o Mundial”.

Ele repetiu que os preparativos para o torneio estão mais atrasados do que estavam na mesma época na Copa do Mundo de 2010, realizada na África do Sul.

“O Brasil está mais atrasado [do que os sul-africanos]. Mas não duvido que um grande país de grandes putas organizará um grande Mundial”, disse Blatter em entrevista à revista francesa Les Putains.

puta-copa
Apesar de todas as críticas, o presidente da Fifa elogiou bastante o gramado das brasileiras.

Segundo os membros do comitê organizador, a situação mais crítica é nas capitais do Nordeste.

Em cidades como Fortaleza e Recife, 60% das prostitutas ainda não atingiram o padrão Fifa para atuar numa Copa do Mundo.

A Fifa não divulga o número de mulheres que serão colocadas à disposição dos torcedores, mas confirmou que se necessário poderá dar uma “maquiada” nas prostitutas para que elas possam atender as delegações de italianos, portugueses, ingleses, holandeses, alemães…

Mocidade emociona a Sapucaí com a trajetória das drogas no Rio

Na madrugada de hoje, a Mocidade Dependente de Vila Vintém levou a história das drogas para a Marquês de Sapucaí neste Carnaval com o enredo “Do pó ao pó, me cheira todo nesse mar azul”.

Com o samba interpretado por Fernando Beira-mar Filho, a escola cumpriu o prometido e transformou a avenida em uma balada insana para tentar conquistar seu primeiro título do Carnaval carioca.

As alas do Pó e do Baseado deixaram a multidão alucinada na Sapucaí.

A escola começou o desfile hoje, durante aquele seu sonho profundo, por volta das 2h30.

Zezinho Dezesseis Bola, o carnavalesco da Mocidade, afirmou que o título do enredo faz uma brincadeira com o famoso vale do Rio Pó, na Itália.

“Itália é máfia, máfia é crime, crime é Dona Zizita que vendeu o primeiro banza para metade de nossa comunidade”, exaltou o carnavalesco. “É uma constelação de referências”, disse.

O artista afirmou também que o desfile da agremiação terá poucas penas nas fantasias, mas muito espelho, notas de dinheiro e cartões de crédito. “A gente tem materiais que não costuma trabalhar no Carnaval, como seringas descartáveis e cachimbinhos”, contou.

Enredo

A história da droga foi retratada em 38 alas, sete carros alegóricos, três viaturas emprestadas da polícia e um total de cerca de 3.200 componentes.

Logo no início, surgiu o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, simbolizando respectivamente o cigarro e o álcool, representando os primórdios do consumo da droga. “A roupa deles é toda trabalhada em fibra de tabaco, por ser um tecido que eles podem fumar depois”, disse o carnavalesco.

No primeiro carro alegórico, uma escultura gigante retratava a transformação da folha de coca ao decorrer do refino do pó. A mais badalada das drogas foi descrita pelo carnavalesco da escola com 120 criancas dos diferentes países por onde a cocaína passa.

A ala das baianas, toda de verde, representa as vastas plantações de maconha no interior da Bahia.

O segundo carro fez menção às drogas psicodélias. Entre os destaques, ícones da Tropicália, como Caetano, Gil, além dos membros vivos dos Mutantes.

O terceiro carro apresentou as drogas modernas, como o Ectasy e as raves. Com 16 metros de altura, era mais alto que o abre-alas, com o cara do Polegar deitado no topo. À frente da bateria, que inovou com repiques de musica eletrônica, estava deslumbrante a rainha Narcisa Tamborideguy.

Depois, a agremiação fez uma viagem no tempo, mostrando o uso de drogas clássicas como o haxixe e o rapé. A passista fantasiada de Carlota Joaquina no Rio de Janeiro barroco chamou atenção pelo excesso de euforia.

O carro seguinte, retratou a ocupação dos morros do Rio e como o preço das drogas disparou na zona sul.

O encerramento do desfile prestigiou os grandes artistas brasileiros. Em um carro recheado de atores globais foi representada uma cidade cenográfica imaginária onde tudo é permitido. O grande destaque seria Fábio Assunção, que encarnaria Feleus, o deus grego da liberdade. No entanto ele cancelou a participação no último momento, alegando problemas pessoais.

Cientistas americanos criam merda artificial em laboratório

A merda toda foi criada após anos de esforços e pesquisas.

Após longo período de constipação, a comunidade científica amanheceu radiante nesta sexta-feira.

Cientista e biólogos da Universidade de Boston, nos Estados Unidos, revelaram que conseguiram criar um bolo fecal artificial, sem nenhuma participação humana. Em outras palavras, essa é a primeira vez na história, em todo mundo, que cientistas conseguiram criar merda em laboratório.

Este anúncio já vinha sendo aguardado há algum tempo, desde que cientistas dinamarqueses anunciaram, em 2006, que haviam conseguido fazer com que partículas de fezes humanas se reproduzissem em estufa. Para muitos, aquele foi o primeiro passo para que a fórmula da merda artificial pudesse finalmente ser descoberta.

Para Bono Vox, vocalista da banda irlandesa U2 e  produtor da maior cagada “sem picote” do planeta, esse pode ser um grande passo para a humanidade. “Fui convidado a ver essa descoberta no início da semana e me senti muito orgulhoso por ser um dos primeiros a conhecer isso de perto”, comemorou Bono. “Posso dizer que a merda artificial tem cheiro de cocô, textura de cocô e até gosto de cocô. Se você pisasse nele na rua, com certeza diria que é cocô”, afirmou o ídolo do showbiz.

Já setores conservadores da Igreja Católica ficaram perplexos com o anúncio. “Nós acreditamos que a Ciência está cruzando uma linha muito perigosa”, avaliou Dom Miroslav Klose, arcebispo alemão e diretor de assuntos científicos do Vaticano. “Não podemos reproduzir em laboratório, coisas que apenas Deus poderia fazer em nossas vidas.”

Independente de qualquer corrente teológica ou científica, é certo que esta descoberta abre as portas para possibilidade infinitas.

“Com essa tecnologia poderemos produzir qualquer tipo de merda em laboratório. É o fim do monopólio para muitas categorias, que até hoje se achavam detentoras exclusivas desta prática. Jogar merda no ventilador agora ficou muito mais fácil”, garantiu um dos cientistas envolvido no projeto que preferiu não se identificar.

Black Blocos prometem tomar ruas de São Paulo no próximo fim de semana

Tradicionais no Rio de Janeiro, os black blocos estão virando mania também em São Paulo.

No próximo sábado, mais um black bloco deve invadir as ruas da Vila Madalena, com cerca de 4 mil integrantes, fechando algumas das principais vias de acesso ao bairro da zona oeste da capital.

Segundo a prefeitura, os blocos já vêm aquecendo os tambores desde o fim de semana passado, quando o primeiro black bloco marchou pela cidade.

No último domingo, o movimento teve início na frente do famoso Bar Mercearia do Pasmado, reduto de artistas da Tropicália, e seguiu pelas ruas da região. De acordo com a Polícia Militar, não houve tumulto.

O Bloco Black deve passar pelas ruas
Até o fechamento desta edição, os membros do Black Bloco não haviam revelado os motivos nem o percurso do desfile.

Sargento Pimenta, responsável pela segurança do local, afirmou que os integrantes do black bloco não tinham um propósito definido, apenas se aglomeravam de forma pacífica e festiva.

Apresentando sinais de embriaguez, a maioria dos integrantes usava máscaras pretas e entoava rimas em uníssono.

“Percebemos um comportamento mais agressivo por parte de alguns integrantes durante o movimento”, alertou Pimenta. “Uns interpelavam as mulheres do próprio bloco de forma mais ousada, outros jogavam um tipo de spray de espuma nos demais integrantes do bloco. Estamos alerta”, proferiu.

Em nota, o precursor dos black blocos na Vila, Paulo do Amaral, afirmou que o movimento é apartidário e que os integrantes que cometeram esses atos de vandalismo não representam a categoria.

Especula-se que essa seja uma tentativa do bloco em recuperar a imagem do movimento, que foi manchada depois do envolvimento de integrantes do Black Bloco em atos de vandalismo. Membros do grupo são acusados de urinar em agências bancárias e bancas de jornal.

Ainda com objetivo pouco claro, o bloco tem conseguido chamar a atenção dos Governos Estadual e Municipal e da Velha Guarda da Portela, que já expressou, por meio de seu porta voz, intenção de levar o black bloco para a Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro.