Vazamento em Fábrica Fantástica deixa Rio Tietê delicioso

As Marginais do rio Tietê amanheceram recheadas por um líquido cremoso, adocicado e com gostinho de cacau.

Um ruído de explosão por volta das dez da noite desta segunda-feira assustou os moradores da Vila Paz, na Zona Norte de São Paulo. Segundo testemunhas, um acidente em uma fábrica misteriosa provocou um vazamento de grandes proporções nas galerias que desaguam no Rio Tietê.

O vazamento teria sido provocado por um acidente dentro da fábrica e intensificado pelas fortes chuvas que atiginram a capital na noite de ontem e causaram o rompimento de uma adutora da companhia.

A existência dessa fábrica é cercada de mistérios. Ninguém sabe o que se produz ali e sua fachada não possui identificação. Imagina-se que seja uma fábrica de doces e guloseimas, devido ao forte odor de açúcar que ela produz. Por esse motivo, ela é conhecida pelos vizinhos apenas como Fabrica Fántastica.

Como consequência do acidente, toneladas de um líquido viscoso com cheiro forte de cacau vazaram e foram despejadas no leito do Rio Tietê. Alguns pirulitos também foram encontrados nas margens do rio.

“Estávamos experimentando a criação de um novo produto quando um de nossos pequenos funcionários acidentalmente caiu dentro da máquina”, declarou Guilherme Wonka, gerente de operações da empresa. “Houve um entupimento e uma saturação dos dutos que, com a tempestade de ontem, não aguentaram a pressão e explodiram”.

Segundo testemunhas, cinco crianças acompanhadas de seus pais faziam uma visita guiada à fábrica no momento do acidente. Porém, eventos misteriosos envolvendo essas crianças teriam ocorrido e a programação de visitas teve que ser interrompida.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para resgate das pessoas presentes na fábrica na hora do acidente. A maioria apresentava ferimentos leves e estavam quase todas cobertas por um calda com pedaços de marshmallow.

Na manhã desta terça-feira, legiões de curiosos aglomeraram-se nas margens do Tietê para apreciar a vista achocolatada da Marginal.

“Isso é um presente da natureza para todos nós”, disse Elaine Valadares, que mora nas proximidades. “Eu mesma já peguei umas três bolotas de chocolate com nozes de dentro rio. A Páscoa das crianças lá em casa está garantida”, concluiu.