Vaticano faz oferta bilionária por Igreja Universal

Com o novo investimento, Igreja Católica pretende se modernizar e recuperar share de mercado.

A assessoria de imprensa do Vaticano informou hoje, em nota oficial, o interesse da cúpula da Igreja Católica em adquirir 100% das ações da Igreja Universal do Reino de Deus em todo o mundo.

Estima-se que a oferta, de valor não divulgado, ultrapasse o montante de 4 bilhões de Euros.

Essa é mais uma tentativa da Igreja Católica em conter a diáspora de seus fiéis, que têm migrado para diversas outras religiões, mais modernas e flexíveis.

No início do ano o Vaticano assumiu o controle de 26 centros espíritas somente na América Latina, bem como 32 templos mórmons no ocidente europeu.

A medida é vista como um desespero entre os especialistas. Ela surge depois do fracasso da Igreja em adquirir Mesquitas no Oriente Médio e Sinagogas nos Estados Unidos.

O Gerente de Marketing para a Juventude da Igreja afirma que não se trata apenas de expansão territorial ou supressão da fé alheia.

A Igreja pretende modernizar-se no processo de angariamento de fiéis, valendo-se do know-how da Igreja Universal, que apresenta um crescimento vertiginoso nas duas últimas décadas.

“Queremos aprender o que cativa o fiel moderno. Devemos inovar no ramo de santinhos e brindes, aparentemente potinhos com água do rio Jordão ou rosas ungidas estão mais na moda. As missas também devem passar por uma reformulação. Devemos incluir alguns demônios e exorcismos pra tornar a coisa mais dinâmica. Os pacotes de terrenos no céu estão suspensos: agora pretendemos oferecer curas para males da vida moderna, como problemas amorosos e financeiros. A Igreja Católica de 2011 deve estar muito mais conectada com seu tempo”, terminou.

Devotos mais fervorosos estão decepcionados com as estratégias da igreja. Um protesto está previsto para amanhã em frente a Basílica de São Pedro, onde o papa reza sua missa todas as quartas feiras.

A Igreja Universal foi procurada mas não se manifestou oficialmente, porém fontes confirmam o interesse de Edir Macedo em abandonar o posto máximo da instituição, permanecendo apenas com sua nova empresa de consultoria religiosa B2B.

Fiéis da IURD dizem aguardar um posicionamento de seu líder, devendo seguir suas orientações incondicionalmente. Pastores e bispos já emitiram nota demonstrando repúdio à negociação, ameaçando entrar em greve caso sejam submetidos à abstinência, bem como a outros hábitos e costumes que a Igreja Católica impõe a seus funcionários.

Caso a fusão seja aprovada pelo CADE (Conselho de Atividade Divina Escolática), a nova igreja deverá se chamar Igreja Católica Romana Universal Zoroastrista de Idolatria ao Senhor.