Último debate antes das eleições terá placar e tira-teima

A direção de jornalismo da TV Globo irá promover mudanças profundas nas regras para o debate eleitoral dessa sexta-feira. O programa, último antes das eleições de domingo, contará com recursos destinados a auxiliar o telespectador a interpretar as atuações dos candidatos.

Enquanto José Serra e Dilma Roussef divergem sobre privatizações, terrorismo e bolinhas de papel, uma comissão formada por ex-políticos e jornalistas irá analisar as atuações dos candidatos. Para cada discussão será atribuído um ponto ao vencedor, assim o eleitor poderá acompanhar o placar do debate em tempo real.

Eleitor poderá acompanhar resultado do debate por placar

Em situações duvidosas, a comissão contará com replays gravados por até 18 câmeras. Casos mais complicados serão solucionados por tira-teima.

Em sorteio realizado na sede da Rede Globo em São Paulo, José Serra ganhou o direito de ser mandante do debate. Assim, serão disponibilizados 70% dos ingressos da plateia para a sua militância, com o restante de apenas 30% para Dilma, a candidata visitante.

Para enriquecer a cobertura, durante os intervalos, serão apresentadas as melhores discussões e acusações entre os candidatos, além de entrevistas de assessores e marqueteiros de cada um dos concorrentes. Nesse momento, os internautas poderão enviar perguntas para a equipe de transmissão.

Caso o mediador entenda que houve muitas interrupções, ele poderá indicar um acréscimo antes de cada intervalo. E, se ao fim do debate o placar estiver empatado, automaticamente serão disputados mais dois blocos de 15 minutos cada um.