Senado aprova Tweet do Brasil no lugar da Voz do Brasil

O Tweet do Brasil irá ao ar de segunda a sexta, às 19 horas, em todo o país.

O Twitter continua mostrando sua força e presença no dia-a-dia dos brasileiros. A Comissão de Comunicação Civil do Senado aprovou nesta quinta-feira o projeto que cria o Tweet do Brasil em substituição ao programa de rádio Voz do Brasil.

Pelo projeto, a transmissão das notícias sobre os três poderes da República passará a ser feita para o Twitter, com o objetivo de adequar-se às novas formas de comunicação.

Assim como o programa de rádio que desde 1935 tem sua transmissão obrigatória pelas emissoras, o Tweet do Brasil (@tweetdobrasil) deverá obrigatoriamente ser seguido por todos os brasileiros.

“Essa é mais uma demonstração de que o Governo segue uma linha de modernidade, monitorando e se adequando à realidade dos brasileiros”, afirmou o subsecretário de comunicação Joel de Arruda Freitas.

O Tweet do Brasil seguirá o formato dos 140 caracteres, mas manterá um pouco da tradição da Voz do Brasil, indo ao ar somente das 19h às 20h em todo o país.

“Além das notícias sobre Brasíla, vamos falar também sobre os melhores tweets do dia, sejam ligados à política ou não”, explicou Arruda Freitas. “A música tema também mudará. Sai ‘O Guarani’ de Carlos Gomes e entra o streaming ‘Chora, Me Liga’ do João Bosco e Vinícius, muito mais jovem e contemporâneo”.

A medida parece ter agradado a população, em especial a classe internauta. Segundo Johnny Rapeize (@jrapeize), que possui mais de 70 mil seguidores no Twitter, a medida reflete a nova realidade da comunicação no Brasil.

“Hoje nós tuiteiros colocamos o que quisermos Trend Topics”, diz Rapeize. “Nada mais justo que um programa diário sobre o que está bombando, mas com uma pegada de responsa”.

Para o primeiro programa com novo nome e formato, marcado para o final de agosto, já estão programados tweets sobre Galvão Bueno, Geyse Arruda e Felipe Melo, além de alguns ministros do judiciário.

“Faremos uma mistura bem brasileira, noticiando tudo o que é verdadeiramente importante para a vida da população”, concluiu Arruda Freitas.