Seleção dos EUA erra e chega ao Brasil para a Copa

Seleção dos Estados Unidos passeou na praia de Copacana após desembarcar no Brasil.

Por um erro de logística, a seleção estadounidense está passando por uma situação constrangedora às vésperas Copa do Mundo da África do Sul. Após concluir a semana de treinamentos na Carolina do Norte, os jogadores embarcariam rumo à Joanesburgo onde vão se concentrar para o Mundial. Porém, o avião da equipe pousou no Rio de Janeiro.

Conhecidos pela não-familiaridade com geografia e história mundial, os estadounidenses não têm o futebol masculino como esporte prioritário. Basquete, beisebol, hóquei, e até mesmo o futebol feminino atraem os mais investimentos e atingem índices de audiência maiores que o chamado soccer. Esse fenômeno acaba por direcionar à Confederação Estadounidense de Futebol os profissionais menos gabaritados da América.

Bob Bradley, técnico e diretor de logística da seleção estadounidense se defende. “Cometemos um erro por causa de excesso de planejamento. Já estamos trabalhando com a Copa de 2014 na cabeça. Provavelmente uma mistura de papéis nos fez vir para Copacabana. Mas não tem problema, vamos aproveitar para também para dar um pulo em Buenos Aires e ver uma rodada do campeonato brasileiro”, explicou o estadounidense.

Michael Bradley, filho de Bob e jogador da seleção, se juntou ao pai e pediu mais respeito. “Poxa, qual o problema de viajarmos para o país errado? Nós temos dinheiro suficiente para comprar um avião e ir para o lugar certo quando quisermos. Já estou cansado de ser chamado de maricas por jogar futebol, assim como também já estou cansado de ser driblado pela minha irmã nos jogos da família. Queremos respeito!”, falou com voz embargada.

Além dos Estados Unidos, também estão no Grupo C a seleção inglesa, eslovena e, coincidentemente, a argelina que também teve problemas de locomoção e está indo para a África do Sul de ônibus.