Rapaz fracassado sente certa alegria com derrota do Brasil

Quando todos ficaram tristes pela Seleção, Vanderlei por um instante sentiu-se bem.

Enquanto milhões e milhões de brasileiros lamentam a eliminação do Brasil diante da Holanda na Copa do Mundo, para algumas poucas pessoas o clima é de certa alegria após a derrota.

Esse é o caso de Vanderlei Soares de Palmas, um rapaz de 28 anos que mora no bairro da Pompéia em São Paulo.

Vanderlei já teve várias oportunidades na vida, mas não conseguiu segurar nenhuma. A última que lhe apareceu foi um emprego para ser atendente em uma locadora de DVDs. Após 2 semanas sugerindo filmes, Vanderlei foi demitido sem muita explicação.

Mas Vanderlei não torceu contra o Brasil, pelo contrário, ele gosta muito de futebol.

É verdade que teve gente que até comemorou a derrota do Brasil por ter acertado o palpite do bolão, mas Vanderlei ficou bem triste num primeiro momento, logo quando a Holanda fez o segundo gol.

“Eu estava torcendo, claro”, comentou Vanderlei. “O que me animou foi quando fui comprar pão para meu pai depois da partida. O clima na rua era péssimo, um silêncio, todos com cara de bosta”, descreveu.

Foi aí que Vanderlei sentiu uma felicidade que há muito não sentia.

“Quando é jogo do Corinthians e Palmeiras, sempre fica alguém tirando sarro do outro”, explicou ele. “No caso da Seleção, todo mundo fica triste, não tem vencedor”.

Enquanto todos os brasileiros sentiam-se mal pela Seleção, Vanderlei sentiu um pouco melhor do que si mesmo. E, sem muito motivo, entregou os pães para seu pai com um sorriso bem largo no rosto.