Produtora entra em acordo por game pornô para Kinect

O Kinect, lançado na última edição da maior feira de games do mundo, já provoca um alvoroço no mundo do entretenimento digital mesmo antes de chegar às lojas brasileiras.

O acessório para Xbox, composto por câmeras e sensores para detectar os movimentos do jogador, pretende substituir os antigos controles.

Entre os desenvolvedores interessados em criar jogos para a plataforma, a Hustler Games Division já firmou contrato com a Microsoft e planeja o lançamento de “Love XXX: The Game“.

Aproveitando todos os recursos do Kinect, a produtora pretende proporcionar ao jogador a experiência real de estar fazendo sexo com quantos parceiros ou parceiras desejar.

Como nos outros jogos desenvolvidos para o dispositivo, o corpo de quem está jogando é digitalizado pelos sensores e, a partir daí, começa a diversão.

O único requisito diferente no “Love XXX: The Game” é a não utilização de roupas.

Novo jogo para Xbox permitirá a simulação de movimentos do sexo sem a utilização de controles.

Segundo executivos das duas empresas essa há uma fatia do mercado não explorada. “O levantamento do perfil de jogadores do Xbox na Live nos mostrou um nicho interessantíssimo. Pudemos constatar que 97% são homens, se declaram solteiros e utilizam a maior parte de seu tempo livre jogando videogame. Faz todo sentido termos um game desse”, afirmou Phil Douglas Palmer, diretor da unidade de entretenimento da Microsoft.

Vendo os resultados da pesquisa, David John Lipton, dono da Hustler, se animou com a oportunidade.

“Imagina aquele cara que ama o videogame dele. Passa madrugadas e fins-de-semana jogando. Esse sujeito não tem tempo de transar! Talvez uma punhetinha, e olhe lá… Isso me motiva, quero inserir o sexo na vida desses sujeitos!”, comemora o executivo da produtora.

Para evitar qualquer tipo de situação adversa, como a propagação de vírus pela rede, o desenvolvedor recomenda a utilização de preservativos.