Prefeitura de São Paulo distribui 160 mil preservativos caninos

Os preservativos caninos controlam a população de animais sem reduzir o prazer.

A prefeitura de São Paulo realizou na tarde de hoje uma ação inédita no Parque do Ibirapuera para conter o crescimento populacional de cães na cidade. Mais de 160 mil unidades de camisinhas para cachorro foram distribuídas por profissionais do Centro de Controle de Zoonoses da capital paulista.

“Os donos dos animais têm dificuldade de ir a um centro de saúde para pedir camisinha, pois para eles é uma situação constrangedora”, afirma Rosângela Casalheira, coordenadora do CCZ de São Paulo. “Para os cães, também não é tarefa fácil encontrar um centro de saúde sozinhos, então o importante é aumentar as oportunidades dos bichinhos para que tenham acesso à prevenção”, completou.

A distribuição de preservativos caninos é a mais uma tentativa de controlar a população de cães na cidade de São Paulo, que hoje chega a 1,5 milhão de totós. Em 2002, foi instituído o RG animal com pouca adoção. Nos anos seguintes, muitas iniciativas de adoção voluntária foram criadas, mas desta vez a prefeitura decidiu cortar o problema em sua raiz.

O evento de distribuição contou com a participação do prefeito Gilberto Kassab, que esteve orientando a população sobre o uso correto do preservativo canino. “A utilização é muito simples. Assim que o seu cão estiver com o ‘foguetinho’ aparecendo, segure a ponta do preservativo e role até encostar nas bolinhas”, explicou o prefeito.

As camisinhas serão distribuídas durante toda a tarde de sábado nas versões regular, sensation e sabor traseiro.