Perdigão adquire 78 fazendas de cavalo em leilão

A empresa adquiriu fazendas de cavalos preto, branco e malhado.

A Perdigão informou nesta segunda-feira que deve concluir até amanhã as negociações para aquisição de 78 fazendas de criação de cavalos, estimadas no valor de R$ 243 milhões.

A compra das fazendas de cavalo representa a maior transação na produção de alimentos no país. O anúncio do negócio fez com que as ações da Perdigão subissem 12,4% na manhã de hoje.

Segundo a empresa, a compra das fazendas deve consolidar a liderança da empresa no processamento de salsichas, mortadelas e principalmente nuggets.

“Com a proximidade do Natal, o consumo de alimentos processados crescerá mais de 60% até final deste ano”, analisa Adamastor Camelo, diretor de congelados da Perdigão. “Por isso, estamos aumentando nossa capacidade produtiva em mais de 120%”, explica.

Entre as aquisições estão fazendas de gado equino de diferentes tipos para diferentes finalidades.

“Compramos fazendas de cavalos pretos e brancos, que são ótimos para o preparo de salsichas e nuggets”, conta Camelo. “O maior investimento, no entanto, está nas fazendas de cavalo malhado. São animais vencedores usados apenas em mortadelas tipo premium”, conclui.

Com o investimento, o Brasil passa a ser o 2º maior produtor de carne equina, perdendo apenas para a China.

Analistas preveem que o próximo passo da companhia será investir em criadores de gato para estimular a produção de lasanhas congeladas e pizzas prontas.