Pedestres da Rua 25 de Março passarão a pagar a pedágio

Pedestres pagarão pedágio para fazer suas compras de Natal

A prefeitura de São Paulo, visando melhorar o bem-estar dos consumidores, anunciou a criação de pedágios para pedestres na Rua 25 de Março e cercanias. As obras e interdições começam imediatamente, assim as novas regras entram em vigor na última semana de novembro.

“É uma antiga vontade nossa, precisamos organizar a 25. O pedágio poderá nos ajudar muito a entender melhor o fluxo de pessoas, além de agradar aos lojistas”, explicou Marcelo de Arruda Albuquerque, titular da Secretaria de Comércio de Rua da cidade.

As praças de pedágio serão implementadas para melhorar o fluxo de pessoas durante as compras para o Natal desse ano, quando se estima a presença de 1,65 bilhão de consumidores por dia circulando na 25 de março.

A principal praça de pedágio será instalada na Ladeira Porto Geral, ao lado da saída da estação São Bento do metrô. E, para garantir a cobrança da taxa, todas as ruas que atravessam a 25 de Março serão fechadas por barreiras.

“Será justo para todo mundo. O pedágio poderá ser pago com o bilhete único, tudo fica na integração. E a taxação será feita com base no número de sacolas carregadas pelo consumidor. É simples, quem compra pouco, paga pouco de pedágio”, exemplificou Albuquerque.

O comércio informal também será afetado pela media. “E, lógico, os camelôs também terão uma tarifa especial. Não podemos prejudicá-los. Porque, oras, sem eles a 25 não é a 25”, tranquilizou o secretário.

Com as praças de pedágio para pedestres, a circulação de automóveis será definitivamente proibida na Rua 25 de Março.