Passárgada é enquadrada como paraíso fiscal

Agora considerada paraíso fiscal, Passárgada recebe investimentos de todo o mundo

Durante muitos anos, lugares como Suíça, Ilhas Cayman e Pirituba serviram como territórios seguros para milionários aplicarem suas fortunas e economizarem com impostos. Essas facilidades tributárias atraem empresários, esportistas e políticos de sucesso a abrir contas nesses paraísos fiscais.

Porém, na última década, Passárgada tem mudado esse cenário. O Rei, maior autoridade passargadense, aprovou uma reforma tributária para também prover aos seus amigos um ambiente econômico favorável.

Assim como em outros paraísos fiscais, Passárgada também oferece isenção tributária na maioria das transações. E, além do tradicional sigilo bancário, a lei passargadense garante uma série de conveniências quando o investidor precisar de uma visita à sua agência bancária.

“Aqui recebemos todo mundo muitíssimo bem. Pode-se viver uma aventura inconsequente, fazer ginástica, andar de bicicleta, fazer investimentos, ter a mulher que desejar e, ao final do dia, descansar deitado na beira do rio”, disse o Rei.

Por conta das novas leis tributárias, Passárgada agora faz parte da seleta lista de paraísos fiscais espalhados pelo mundo. “Esperamos atrair investimentos de todos os continentes. Aqui todo mundo é feliz!”, exclamou o monarca.

Especula-se que Paulo Maluf tenha aberto conta corrente em Passárgada e já seja amigo do Rei.