Muricy pede à Fifa: “Quero vencer sem ter que fazer gol”

Se proposta do técnico for aprovada, Ganso jogará na lateral-direita

Recém-chegado ao Santos, Muricy Ramalho já tenta impor seu estilo aos garotos da Vila Belmiro, mas ele quer mais.

O técnico arquivou hoje na Fifa um requerimento para a mudança das regras do futebol. Entre as alterações solicitadas, o documento propõe à entidade máxima do futebol uma nova contagem de gols.

Pelo novo sistema, seria possível vencer uma partida sem balançar as redes adversárias. O número de roubadas de bola, cruzamentos interceptados e quantidade de jogadores improvisados passariam a valer mais do que gols marcados.

“Pô, a coisa hoje tá complicada. Não dá para jogar mais. Além de sempre marcarem meus laterais, não tenho um camisa 9 para aproveitar os cruzamentos. Desse jeito não dá mais para fazer gol no futebol. Isso precisa mudar”, explicou Muricy.

Assim, o técnico santista poderia recuar Neymar e fazê-lo jogar como volante. Já Ganso, seria escalado como lateral-direito de contenção, sem permissão para avançar além do meio do campo.

Além da desvalorização do gol, Muricy também planeja lançar mais uma joia santista. Cercado de expectativas, o garoto Tiago Calmon deve finalmente ganhar uma oportunidade na equipe profissional.

O técnico, porém, pede calma. “Esse menino faz uma marcação homem a homem impressionante. Mas, sem pressa, ele será lançado no momento certo”, concluiu Muricy.