Marina Silva parte para campanha porta-a-porta

Com o porta-a-porta, Marina Silva espera crescer nas pesquisas e nas vendas de sabonetes de guaraná.

A candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, apresentou nesta segunda-feira uma nova estratégia em sua campanha para as eleições presidenciais.

Após aparecer em terceiro lugar nas pesquisas com uma média de apenas 10% nas intenções de voto, a senadora partiu para a campanha porta-a-porta com o objetivo de tentar aumentar o conhecimento que o eleitor tem sobre ela.

Marina Silva começou sua nova etapa da campanha hoje pela manhã, quando bateu à porta da casa da professora Maria Cristina de Lourdes na cidade de Bauru, no interior de São Paulo.

Em uma breve conversa, Marina apresentou os destaques de seu plano de governo, distribuiu alguns brindes e rapidamente passou para a residência ao lado.

“Com mais alguns meses de campanha pela frente, espero visitar 130 famílias por dia”, comentou a candidata. “Além de nos aproximarmos do eleitor, vamos tentar subir nas pesquisas e alcançar os outros candidatos. Eu não estou desesperada, não estou, entendeu?”, explicou Marina.

Segundo Marina, a ideia de adotar a campanha domiciliar partiu de seu candidato a vice, Guilherme Leal, sócio da empresa de cosméticos Natura.

“Na Natura nós temos uma grande experiência de como abordar o consumidor em casa”, defendeu Leal. “Marina irá às ruas e, além de pedir votos, distribuirá amostras do nosso delicioso Óleo para o Corpo de Açaí com Maracujá para os eleitores”, completou.

Com o slogan “Bem estar com Marina, bem estar com você”, a campanha da candidata espera obter mais de 20 milhões de novos eleitores, com a fragrância refrescante que o brasileiro merece.