Exclusivo:

Kassab cria novo imposto para cobrar por uso de carrinho de feira e skate

Cidadãos que não pagarem o novo imposto sofrerão apreensão e multa.

Após obrigar os motoristas paulistanos a submeter seus automóveis à inspeção veicular, o prefeito da cidade Gilberto Kassab, juntamente da Secretaria dos Transportes, anunciou na manhã desta terça-feira a criação de um novo imposto, o IPVNA.

O novo tributo, que significa Imposto sobre a Propriedade de Veículos Não-Automotores, será cobrado, num primeiro momento, dos usuários de carrinhos de feira e skates.

“A Secretaria de Transportes percebeu um aumento vertiginoso do uso destes tipos de veículos”, afirmou o subsecretário de tendências do tráfego, Alexandre Táxon.

“Essa constatação é louvável. Mostra que as pessoas estão deixando o carro em casa para ir à feira, assim como estudantes e trabalhadores que optaram pelo skate”, comentou o secretário. “São todas formas transporte não poluente, mas quando começam a ocupar o leito carroçável devemos prestar atenção”.

Na segunda fase do projeto, o IPVNA também incidirá sobre cadeiras de rodas, patinetes e algumas variedades de rolimãs.

Segundo a Prefeitura, todos esses tipos de veículos que trafegam pelas ruas da capital consomem camadas de asfalto como qualquer outro.

“Portanto, se um caminhão paga impostos, a conclusão é de que skates e carrinhos de feira também devem contribuir de alguma forma para o município. Caso não paguem o IPVNA, poderão ser multados”, explica o secretário.

Algumas senhoras paulistanas compareceram ao anúncio, ocorrido na sede prefeitura, para protestar. A dona-de-casa Norma Pequetita, moradora de 82 anos do bairro da Mooca, era uma das exaltadas. “Não posso acreditar numa medida dessas. Esses governos parecem máquinas criar impostos”, reclamou Norminha.

Outro indignado era José Raimundo Ferreira Júnior, um reconhecido skatista do bairro de São Miguel. Zezinho da ZL, como é chamado pelos amigos, diz que sempre usou skate em benefício da cidade. “Sabia que isso iria ocorrer um dia”, afirmou Zezinho. “É hora de tirar meu Del Rey da garagem”.

Questionado sobre a incidência do imposto sobre as bicicletas, o Secretário foi incisivo. “Temos um acordo com os ciclistas, não mexemos com eles, eles não mexem conosco. Fim de papo”.

Segundo Táxon, o IPVNA passa a vigorar a partir do segundo semestre desse ano e será fiscalizado pelos mesmos agentes que já atuam na operação Lei Seca.