José Serra assumirá a direção do Banco Imobiliário

José Serra chega ao BI prometendo um novo e duradouro ciclo de conquistas.

Em seu discurso após a divulgação do resultado final das eleições, Serra afirmou que irá “seguir na luta e permanecer na vida pública”.

No entanto, ao contrário do esperado período sabático, o tucano aceitou nesta segunda-feira assumir a direção do Banco Imobiliário, a terceira maior instituição de tabuleiro do país.

O atual diretor, Eduardo Lucas, pediu para deixar o cargo ainda nesta semana para assumir um posto no Comitê de Riscos de Guerra, o popular WAR.

“Recebi com muito entusiasmo o convite feio pelos acionistas do Banco Imobiliário (BI). O trabalho feito até hoje é bom, mas pode ser melhorado. Agora é conhecer de perto como a instituição funciona e definir a minha equipe”, disse José Serra em entrevista coletiva.

Questionado sobre uma eventual privatização das empresas pertencentes ao Banco, Serra defendeu que isso seria fundamental para a modernização da instituição. “Vejam a Companhia de Taxi Aéreo, é deficitária. A privatização fará com que o serviço melhore e nos permitirá um investimento maior em outras empresas”, afirmou o tucano.

Serra que parte de sua agenda já está definida e as prioridades estão muito claras. A maior das preocupações dos acionistas do Banco Imobiliário diz respeito à Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

“Vamos investir bastante em infraestrutura. Direcionaremos muitos esforços à Companhia de Aviação, nossos aeroportos precisam se modernizar. Também teremos um programa de incentivo à construção de hotéis, assim resolveremos nosso problemas com hospedaria”, revelou o novo diretor do Banco.
“Quero ainda construir duas casas por terreno, para que a base do nosso programa habitacional seja bem forte”, completou.

Até sexta-feira, Serra terá o nome do novo responsável pelas movimentações financeiras do BI. Segundo ele, a pessoa terá compromisso de aumentar o volume de vendas de propriedades e reduzir o “spread” das Cartas de Sorte.

Finalizando a coletiva, o tucano também mostrou preocupação em relação ao sistema judiciário. “Essa possibilidade de ganhar uma carta para sair da prisão é uma verdadeira afronta! Assim que puder, assinarei uma medida provisória eliminando isso!”, bradou Serra.

José Serra assumirá o cargo no próximo dia 31 de novembro.