Igreja Universal compra o Universal Channel

Canal por assinatura exibirá propagandas institucionais da igreja

O canal de TV por assinatura Universal Channel aceitou a proposta de compra feita pela Igreja Universal. Agora, para a conclusão do negócio, falta apenas a aprovação do conselho fiscal da entidade religiosa.

No final de 2009, o empresário/bispo Edir Macedo deu o sinal verde para Marcelo Jonas Yuri, vice-presidente sênior de aquisições da Igreja Universal, iniciar as tratativas com a matriz do Universal Channel em Los Angeles, Califórnia. Desde então, as negociações se desenrolavam em sigilo absoluto.

“O bispo sempre considerou a compra da TV Record como um dos seus melhores negócios. É espaço publicitário barato, para não falar de graça, com um grande alcance na TV aberta. Agora está na hora de um público mais qualificado, o da TV por assinatura”, explicou Yuri.

Assim que houver a aprovação da compra pelo conselho da Universal Church Incorporation, holding criada pela igreja brasileira para controlar seus investimentos, o Universal Channel passará por mudanças em sua grade de atrações.

“Assim que nosso conselho aprovar tudo, vamos trabalhar na programação. A primeira medida é substituir as inserções de Polishop por propagandas institucionais da Igreja e monitorar as doações. Iremos agir com base nos resultados”, disse o vice-presidente sênior.

“Mas, além disso, teremos ações sendo executadas agora. Já sabemos que House tem bastante audiência, vamos tentar algo nos seus intervalos comerciais”, completou.

Segundo o executivo, essa é apenas a primeira grande aquisição feita pela Igreja Universal. “Em pouco tempo estaremos presentes nas redes sociais”, prometeu Yuri.