Homofóbicos agridem Papai Noel na avenida Paulista

Câmeras de vigilância registraram o momento de confusão na avenida Paulista.

Um grupo de cinco jovens homofóbicos voltou a agir na avenida Paulista, realizando novos ataques na madrugada deste domingo.

Desta vez a vítima foi um senhor de mais de 70 anos, Nicholas Noel Rodriguez, o popular e querido Papai Noel.

Os suspeitos teriam agredido o bom velhinho no início da avenida, na altura do número 485. Noel estava acompanhado de seu maquiador Rodolfo e de mais duas renas quando luzes natalinas foram atiradas em seu rosto.

Segundo um vigia que observou o ataque, o grupo de homofóbicos teria usado o próprio cajado de Noel para espancá-lo. Em seguida, um dos rapazes o sufocou utilizando o gorro vermelho do idoso.

As renas conseguiram fugir em direção ao metrô, mas Rodolfo desmaiou com a confusão. O trenó em que eles estavam foi depredado e pichado com palavras de ódio.

A Polícia Militar identificou o grupo como pertencente à Associação Conservadora Homofóbica (ACHO), que atua na Av. Paulista desde 2007. Três deles são menores.

Papai Noel e Rodolfo foram socorridos no pronto-socorro Vergueiro. Noel, que sofre com a obesidade e é hipertenso, foi encaminhado em seguida ao hospital Oswaldo Cruz.

Caso não se recupere até a próxima sexta-feira, Noel, que teve o saco queimado, poderá adiar a entrega de presentes para março de 2011.

O Distrito Policial da Aclimação segue investigando o caso.