Homeopatia anuncia cura para o homossexualismo

Com apenas duas bolinhas por dia, durante dois anos, homens e mulheres homossexuais podem se transformar em héteros convictos. Isso é o que garante a Associação Internacional de Homeopatia Real (AIHR), em seu comunicado distribuído na manhã de hoje.

“O termo opção sexual nunca foi tão correto, afinal de contas agora só é gay quem quer. A pessoa que quiser se libertar desta condição, só precisa procurar um médico homeopata”, garante Luiz Carlos Cardamomo, presidente da AIHR.

O Grupo de Gay e Lésbicas Arrependidas de São Paulo (GGLASP) demonstrou indignação com o anúncio. “Dois anos de tratamento? Quem é gay e sofre preconceito precisa de algo imediato. Sexo anal é como o crack, depois da segunda experiência a pessoa já está viciada, não tem mais como parar”, avisa Roberto Demerval , presidente do grupo.

Outra associação de gays com grande representatividade, a Gays Pelo Mundo, se sentiu traída. “Isso é um absurdo. Muitos de nossos membros participaram dos estudos achando que estas pílulas eram para tratar o stress. Isso acabou com vários relacionamentos estáveis entre homens do nosso grupo”, reclamou Wilson Carlos Costa. “E como fica a cabeça dessas pessoas, que passaram a vida inteira achando que eram gays, e agora estão soltas por aí, frequentando estádios de futebol e carnavais fora de época?”

Para a AIHR nada disso interessa. “O que importa é que nós provamos mais uma vez a eficiência do tratamento homeopático”, defendeu Cardamomo.

“Temos inclusive muitas famílias gratas por esta descoberta, e até mesmo pessoas famosas que já se utilizaram do nosso tratamento com sucesso”, confirmou. “Uma de nossas maiores vitórias foi a cantora Luiza Possi, que já anunciou estar namorando um homem, finalmente”.

E a Associação de Homeopatia Médica não pára por aí. “Nossa próxima pesquisa que já tem revelado resultados muito animadores é a cura do ananismo. Já conseguimos fazer anões crescerem cerca de 5 centímetros por ano, sem aumentar o tamanho das suas cabeças.”