Governo de São Paulo venderá Ilha Bela para fazer frente à redução da tarifa do metrô

geraldo-ilha-bela
O governador de São Paulo decidiu abrir mão de algumas extravagâncias estaduais.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou hoje um pacote de cortes em gastos públicos que inclui a extinção de cargos e a venda de bens considerados supérfluos como helicópteros, mansões, iates e Ilha Bela.

O paraíso tropical privado já não vem sendo utilizado pelo governador com frequência e por isso Alckmin resolveu se desfazer da ilha.

“É um esforço de gestão para melhorar a eficiência do gasto público e compensar a redução da tarifa do metrô”, disse Lu Alckmin, esposa do Governador.

“As meninas já cresceram, sabe? Agora eu e o Geraldo passamos tanto tempo sozinho aqui no nosso rancho que já batizamos de Alckiland, quase não vamos para a praia”, completa Lu.

Entre os bens que governo irá se desfazer estão um labirinto para hamsters com mais de 3 quilômetros de extensão, avaliado em R$ 1,2 milhões, e um Aston Martin igual ao do James Bond.

O corte de gastos é mais um anúncio feito pelo governador depois das manifestações ocorridas em todo o país.