Dilma interrompe coleção de Playboys do Palácio do Planalto

Logo em sua primeira faxina no Planalto, Dilma jogou bastante coisa fora.

Em menos de uma semana de trabalho no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff já realizou despachos significativos da sede do governo.

Na manhã desta sexta-feira, Dilma se desfez de quase duas toneladas de material erótico e destinou para reciclagem toda a coleção de “Playboys” mantida no edifício desde os anos 70.

Na Biblioteca Oficial, cerca de 520 revistas e mais de 200 filmes em VHS eram armazenados próximos do Gabinete Presidencial para uso de membros do poder executivo.

“Desde que Brasília foi fundada, esse palácio só teve homem aqui dentro”, disse Dilma a Marcela Temer, que ajudou na limpeza. “Está tudo uma bagunça! Depois que eu limpar essas salas, vamos trocar o carpete e rever o feng shui do prédio todo. Vai ficar muito mais agradável, você vai ver”, completou.

A coleção de revistas masculinas do Palácio do Planalto é tida como umas das mais completas do país. Entre as raridades da coleção estão a primeira edição da revista “Homem” de agosto de 1975 e uma edição especial impermeável da “Playboy” de março de 1999, com Tiazinha na capa.

Apesar da faxina geral, o acervo oficial de vídeos eróticos da presidência não será inteiramente desfeito. Preciosidades como a película original do clássico “Oh Rebuceteio” serão mantidas na sala climatizada para a apreciação das futuras gerações.

Além de jogar fora toda a pornografia, Dilma cancelou as assinaturas das revistas Playboy, Sexy, Private e Brazil 18 que estavam endereçadas ao Palácio do Planalto.

“Dessa porcaria toda, só vou deixar a mini-cachaçaria e a charutaria intactas”, explicou Dilma. “Também vou manter o pay-per-view do Brasileirão para quando recebermos visitas de outros chefes de Estado”.

Logo após concluir a limpeza do Palácio do Planalto, Dilma agendou para o próximo feriado uma triagem nos armários da Granja do Torto.

“O Lula deixou tanta cueca velha que vocês não acreditam”, comentou Dilma. “Quem quiser passa lá em casa no sábado que vou doar tudo!”.