Copenhage: Serra admite reciclar a Grande São Paulo

O alviverde Serra encontrou-se com Schwarzenegger e propôs que joguem suas cidades no lixo
O alviverde Serra encontrou-se com Schwarzenegger e propôs que joguem suas cidades no lixo

O governador de São Paulo José Serra chamou a atenção do mundo nesta quarta-feira (16) em Copenhague durante a Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP 15).

Serra anunciou diante de uma platéia repleta de chefes de estado que a solução para reduzir os efeitos do aquecimento global está na reciclagem integral de grandes áreas urbanas como a cidade São Paulo.

Conhecido defensor do verde e branco, Serra propôs que a região metropolitana de São Paulo seja inteiramente jogada no lixo e que uma Nova São Paulo seja construída em outro lugar. A idéia surgiu quando jornalistas internacionais perguntaram a Serra se de fato São Paulo não tem jeito.

“Vim para a Dinamarca para dizer que o estado de São Paulo já está pronto para reduzir as emissões de gases causadores do efeito estufa”, afirmou o governador paulista. “Desisitr de uma cidade como São Paulo e tentar outra coisa melhor é algo que o mundo espera do Brasil”, completou.

Dentro do planejamento do governador, a grande questao é saber se a Velha São Paulo adotará o modelo “lixão” ou “aterro sanitário”. A grande diferença é como o chorume – líquido escuro resultante da decomposicão de resíduos orgânicos – é tratado.

O primeiro modelo é preferido entre a coligação do governo, já que não seriam necessárias grandes reformas, pois o lixo já é deixado a céu aberto e jogado no chão nas principais vias da cidade.

“Além do investimento ser menor, estaremos criando o ecossistema do século 21, habitado por moscas, pombas, ratos e crianças que catam comida e latinhas para vender” disse o governador. “Como vocês tambem podem imaginar, estaremos desenvolvendo o empreendedorismo entre os moradores restantes”, concluiu. A proposta da reciclagem de São Paulo ainda inclui o aterramento de áreas mal planejadas e a criação de gado em bairros extremamente insalubres como Moema e Jardins.

Na outra ponta do projeto, a cidade de Nova São Paulo, seria construída em uma região nobre, mais perto da bela região dos Pampas e coincidentemente bem mais longe da cidade do Rio de Janeiro.

O projeto de Serra ganhou mais força no cenário mundial quando Hillary Clinton liderou na COP 15 o comitê para criação de uma nova aldeia global. Seguindo o mesmo conceito proposto pelo presidenciável brasileiro, a Secretária de Estado Norte-Americana considera que áreas do Oriente Medio e a África como um todo são alvos potenciais para a criação de um aterro globalizado.

As obras para a
As obras para a reciclagem de São Paulo começaram em novembro de 2009

No mesmo evento, estava presente o governador da Cailfórnia, Arnold Schwarzenegger. A ele, Serra sugeriu que também jogasse Los Angeles no lixo e construisse uma nova cidade, desta vez com metrô e mais mexicanos.

O Exterminador da Califórnia cumprimentou o colega governador, mas admitiu não compreender uma palavra sequer do inglês de Serra.

Outro ator, o britânico Hugh Grant também participou do encontro, mas pouco agregou.