Comprovada eficiência do sexo para prevenir divórcio

Segundo pesquisa, casais que fazem sexo tendem a não se divorciar

Estudo realizado pela universidade de Stanford pôs fim a uma discussão histórica. De acordo com os pesquisadores estadunidenses, casais praticantes de sexo normalmente têm relações mais duráveis do que quem vive na estiagem.

Para o trabalho ser realizado, foram instalados quartos dentro do campus da universidade. Dessa maneira, os casais puderam ser monitorados durante toda a noite em um ambiente controlado.

“Essa é a nossa terceira tentativa de realizar esse estudo. Nas ocasiões anteriores tivemos problemas relacionados à confiabilidade das informações fornecidas pelos participantes da pesquisa. Por isso, dessa vez, optamos por convidá-los a dormir aqui em Stanford”, explicou o Dr. Joseph John Goldberg, PhD em comportamentos humanos.

Para chegar à conclusão, a equipe de pesquisadores, monitorou as atividades sexuais e comportamentais de 1.517 casais durante 45 meses.

“Foi uma rotina estressante. Por várias noites não pude ir para casa e precisei dormir no campus. Mas valeu a pena! Pudemos comprovar cientificamente que falta de sexo causa divórcios” comemorou Dr. Goldberg.

Porém, pela dedicação ao trabalho, seu casamento terminou antes do resultado final da pesquisa. “Sim, por ironia do destino, deixei de ter relações com a minha esposa e ela pediu o divórcio. É o preço que a ciência cobra. Mas confirma a nossa tese”, finalizou o professor.