Buda Redentor é inaugurado no Rio com iluminação em verde e amarelo

Com a nova estátua, o Rio ganha um ponto turístico que celebra a diversidade religiosa do Brasil.

Turistas e cariocas já podem visitar a nova estátua do Buda Redentor inaugurada ontem no Rio de Janeiro.

Após quase 4 anos de obras, as 89 toneladas de andaimes que encobriam a estátua foram retiradas e agora o Cristo ganha um novo companheiro para abençoar a Cidade Maravilhosa.

A inauguração foi feita pelo prefeito do Rio Eduardo Paes e contou também com a presença de budistas ilustres como o casal de atores Edson Celulari e Cláudia Raia, o jornalista Heródoto Barbeiro e até o ex-jogador de futebol italiano Roberto Baggio, que veio ao país somente para o evento.

“Eu particularmente não entendo muito esse lance de budismo, sou católico e para mim o Cristo sempre será meu favorito”, declarou o prefeito Eduardo Paes. “Mas há um crescimento notório do budismo no Rio, especialmente entre artistas e famosos da Zona Sul. É para eles que investimos 70 milhões de reais nessa obra maravilhosa”, justificou.

O Buda Redentor foi erguido no topo Morro dos Cabritos, na zona sul do Rio de Janeiro. A estátua gigantesca foi toda construída em pedra-sabonete, uma versão mais delicada e perfumada da conhecida pedra-sabão.

Na noite desta quinta-feira haverá também a inauguração de uma iluminação com as cores verde e amarelo. Essas serão as cores do Buda por sete noites seguidas, para celebrar a participação do Brasil na Copa.

A visitação já foi aberta ao público, com uma novidade: o turista que comprar bilhete para visitar o Cristo Redentor, terá 50% de desconto para ingressar no Buda.