Olimpíadas de Inverno: Brasil está na final de vôlei de neve

Após vencer os Estados Unidos, os homens de neve do Brasil enfrentarão a poderosa Finlândia na sexta

O vôlei de neve masculino do Brasil venceu hoje os Estados Unidos por 10 pontos a 7 e está na grande final do torneiro dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi 2014.

Com a vitória, a equipe brasileira garantiu presença no pódio olímpico e agora enfrentará os favoritos da Finlândia na disputa pelo ouro.

Na partida de hoje, o time brasileiro entrou muito bem no campo nevado contra os Estados Unidos e chegou a abrir cinco pontos de vantagem. No entanto, o Brasil permitiu uma reação rápida dos norte-americanos, que mostraram muita resistência ao frio e esquentaram o jogo.

Com isso, a partida ficou muito equilibrada e só foi decidida nos pontos finais.

Devido ao frio intenso, as partidas de vôlei de neve são muito rápidas e disputadas em apenas um set de 10 pontos. Em caso de empate, não há tiebreaker, pois isso congelaria os membros inferiores do time.

Agora o Brasil disputará a final contra os finlandeses. A Finlândia é considerada uma potência no vôlei de neve, afinal foi lá que o esporte nasceu em 1910.

Foram os finlandeses que criaram a bola de vôlei aquecida que tornou as manchetes menos doloridas e acabou viabilizando o esporte.

“A bola aquecida também é essencial porque ao bater na quadra a bola derrete um pouco a neve e assim não existem dúvidas sobre a marcação de bola fora ou dentro”, diz o treinador brasileiro Marcelo Alvão.

O equipamento utilizado pelos jogadores também tem uma pequena adaptação. “É muito mais difícil conseguir correr com essa sapatilha de cravas para não derrapar na neve”, comentou o meio-de-rede Danilão.

Sobre a partida contra a Finlândia, o técnico Alvão admitiu temer as provocações do adversário. “Nós não entendemos uma palavra de finlândes, mas se eles nos ofenderem, xingaremos de volta”, anunciou.

A grande final ocorrerá na madrugada de domingo para segunda, às 4h30 da manhã, com transmissão pela Rede Record e comentários de Milton Neves.