Belluzzo admite que urinou em bebida servida a diretores do São Paulo

belluzzo-urina-bebida
Belluzzo do Palmeiras, flagrado com a cabeça na tulipa

As polêmicas envolvendo o nome de Luiz Gonzaga Belluzzo, presidente do Palmeiras, não param de surgir. Depois de afirmar que bateria no árbitro Carlos Eugênio Simon e incitar a violência contra outras torcidas, a polícia afirma ter provas de que Belluzzo urinou na bebida servida a diretores são paulinos no camarote para times visitantes no Parque Antarctica.

O ato ocorreu na partida Palmeiras x São Paulo em 24/05 pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro que teve o time alviverde como mandante.

“Apesar da sua cara de santo e de ser um economista respeitado, Belluzzo parece ter perdido a cabeça”, afirmou o major Queiróz, da Polícia Militar.

“Em nossas investigações, com grampos autorizados pela Justiça, foi possível averiguar que o presidente do Palmeiras urinava na bebida que era servida no camarote dos times visitantes”, completa o policial.

Em uma das gravações da polícia, é possível ouvir o presidente conversando com o presidente da torcida organizada.

“Cara, ontem batizei a cerveja dos bambis aqui no Palestra. Eles ficam falando aquela história do gás no vestiário, mas nem imaginam o quanto de mijo que beberam ontem. O jogo ficou no zero [em referência ao empate sem gols] mas pra mim valeu como goleada”, ironiza Belluzzo.

.

Repercussão do Caso

belluzzo-xixi
O presidente do Palmeiras confirma que colocou mais urina na cerveja Itaipava

Questionados pela reportagem, os Diretores do São Paulo não quiseram se manifestar.

Apenas um dirigente afirmou em sigilo que não foi possível notar a sacanagem de Belluzzo, já que a cerveja servida era Itaipava sem gelo. “Já estávamos bebendo xixi mesmo”, concluiu o dirigente.

A PM já possui autorização para entrar na casa do dirigente e recolher toda e qualquer informação relacionada aos atos obscuros do presidente palmeirense.

Caso Belluzo seja indiciado, ele ficará fora do cargo até que o julgamento seja concretizado – conforme artigo 32 do estatuto do torcedor sobre bincadeiras de mal gosto.