Argentina também anuncia pacote de ajuda à Grécia

O ministro da economia Juan Mario Piccone demonstrou muito orgulho ao anunciar o pacote de ajuda argentino.

O ministro argentino da Economia afirmou nesta segunda-feira que seu país também fará um aporte financeiro de ajuda à Grécia junto ao FMI (Fundo Monetário Internacional).

Juan Mario Piccone anunciou um financiamento de 287 milhões de dólares para ajudar a conter a crise grega. O valor é maior que o financiamento de 286 milhões de dólares prometido pelo Brasil na última semana.

O anúncio ocorre logo após a aprovação na Europa de um pacote de ajuda concedido pela União Europeia de mais de 500 bilhões de euros para tentar blindar o continente contra ações especulativas que vêm agravando a crise na zona do euro.

“Somos argentinos e poder ajudar uma nação europeia é motivo de muito orgulho para nosso povo”, afirmou o ministro Piccone. “Temos uma relação muito próxima com a Grécia, até nossas bandeiras são um pouco parecidas”, brincou.

Questionado sobre a origem do dinheiro, o ministro argentino afirmou que, embora a Argentina ainda não esteja totalmente recuperada de sua própria crise, ele garante que possui recursos suficientes ajudar o velho continente. Segundo ele, o plano de apoio argentino consiste em financiar os 286 milhões de dólares por meio de títulos da dívida pública argentina.

“Sabemos que nossos títulos valem menos que alfajores no mercado, mas após a vitória na Copa do Mundo nossa economia florescerá e a Grécia será a maior beneficiada pela pujança da economia nacional argentina”, analisou Piccone.

A Argentina possui uma dívida pública de mais de US$ 20 bilhões de dólares e seu PIB cresceu 0,9% em 2009, uma das menores taxas da América Latina.