Após Irã, CBF confirma amistoso contra Asilo Arkham

O cartaz do amistoso traz Ronaldinho Gaúcho, que não é convocado há mais de um ano.

A CBF, por meio de sua Assessoria de Imprensa, divulgou hoje mais um amistoso que o Brasil realizará no segundo semestre.

Depois de anunciar jogo contra o Irã, país presidido pelo polêmico líder Mahmoud Ahmadinejad, a entidade afirmou que a Seleção Canarinho também enfrentará o time do Asilo Arkham, famosa prisão que abriga os loucos psicopatas mais perigosos de Gotham City.

Jorge Augusto Paez, Coordenador de Amistosos da Seleção, declarou que o intuito desses dois jogos é alçar o time brasileiro como uma espécie de embaixador da paz através do esporte.

“A Seleção Brasileira é uma marca fortíssima, que pode propagar uma mensagem de tolerância e compreensão, para todos os cantos do mundo e nações”, justificou Paez.

A partida ocorrerá no final deste ano e segundo alguns jornalistas, esse seria mais um indício do alinhamento da CBF com o chamado Eixo do Mal.

O local em que ocorrerão os jogos ainda estaria sendo negociado. Contra o Irã, a partida será em Abu Dhabi. Já contra Arkham, deverá ocorrer mesmo em Londres, onde o Brasil manda seus jogos.

Em entrevista coletiva, o técnico do Asilo Arkham, Dennis O’Neil, afirmou que a equipe vem se preparando forte para o confronto.

“Jogaremos num 3-5-2, com o Duas-Caras de volante, marcando e ajudando na criação”, antecipou O’Neil. “Sr. Frio e Espantalho na zaga, em cima do Robinho e do Nilmar, e o Coringa no comando de ataque, botando o terror na zaga brasileira”.

Além do jogo em Londres, os representantes de Arkham confirmaram o desejo de mais duas partidas, desta vez em Gotham City. “Seria uma espécie de torneio, um pequeno mata-mata. Nossos jogadores estão muito interessados nisso”, declarou Jeremiah Arkham, diretor da prisão.