Acidente com caminhão interdita faixa e causa lentidão em Interlagos

Minutos antes da pista ser liberada para os primeiros treinos livres, um caminhão se chocou com o muro de proteção da subida dos boxes e provocou trânsito intenso até a região do Pinheirinho.

Por volta das 9h, a interdição já se refletia em outras vias da capital, como Marginal Pinheiros e Avenida dos Bandeirantes.

Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) o veículo da equipe Hispania dirigia em alta velocidade quando perdeu o controle entre os quilômetros 3 e 4 do circuito. “Eu estava levando sanduíches pro pessoal da equipe. Mas aí a carga atrasou e meu rádio não parava de tocar. O pessoal estava com fome, por isso eu estava indo rápido”, defendeu-se Adrián Campos, motorista do caminhão.

A CET recomenda que os pilotos evitem a região e utilizem rotas alternativas nesta sexta-feira; via deve ser liberada amanhã à noite
.

Além da dificuldade para o guinchamento do caminhão, formou-se uma concentração grande de mecânicos e engenheiros que tentavam saquear a carga.

Muito mais famosa pelas refeições servidas no seu motorhome do que pelo desempenho na pista, a Hispania ganhou o prêmio de melhor sanduíche de atum da Fórmula 1. “Sempre peço para o Bruno Senna pegar um para mim. A comida indiana da minha equipe é horrorosa”, declarou um piloto italiano que pediu para não ser identificado.

Enquanto a organização dissipa os funcionários das equipes, forma-se um grande congestionamento. A CET registra lentidão em 2 quilômetros da pista, o que representa 67% das vias monitoradas no circuito.

O rodízio de veículos na cidade foi suspenso. A CET admite a medida foi tomada para reduzir os transtornos na formação do grid de largada do GP do Brasil.

Questionado sobre a interdição, Galvão Bueno disse que espera grande atuação de Rubens Barrichello. “É amigo, o Rubinho já provou que é bom numa pista tumultuada! Naquele GP de Luxemburgo de 98 ele se deu muito bem quando estourou um encanamento na reta dos boxes. Haja coração!”, exclamou o narrador.

Enquanto a faixa não é liberada, os comissários da Fórmula 1 recomendam aos motoristas que utilizem a avenida Senador Teotônio Vilela como alternativa.